Seminário reúne 270 prefeitos, secretários e técnicos para debater políticas de alfabetização

Evento aconteceu nos dias 30 de junho e 1º de julho no Icetel, em Sobral.

Cerca de 270 pessoas, entre prefeitos/as, secretários/as de educação e técnicos/as, envolvidas na gestão municipal de políticas de alfabetização de crianças, reuniram-se por dois dias em Sobral para debater com profundidade os melhores caminhos para alfabetizar todas as crianças brasileiras até os sete anos de idade.

Tendo como base a experiência de Sobral, do Ceará e as mudanças que já estão acontecendo em 48 municípios brasileiros, por meio dos seus programas municipais de alfabetização com a assessoria do programa Educar pra Valer, a tônica dos momentos foi o compartilhar de experiências sobre como vencer os desafios em comum e a esperança necessária para acreditar que é possível transformar a educação de um município.

Durante a abertura oficial, o diretor executivo da Associação Bem Comum (ABC), Veveu Arruda, ressaltou a urgência necessária para lidar com o tema. “Como professora, diretora, secretária, secretário, prefeita, prefeito, vocês têm a responsabilidade de assegurar esse direito de alfabetizar essas crianças na idade certa. O ser humano só faz sete anos uma vez na vida. E ele tem que ser alfabetizado neste tempo. Daí o sentido de urgência. A gente não pode deixar de fazer por aspectos burocráticos, temos que resolver estas questões”, afirmou.

Daniela Caldeirinha, representando a Fundação Lemann, uma das apoiadoras do evento e do programa, compartilhou uma nova e ousada meta da instituição. “Decidimos que, para os próximos 10 anos, a alfabetização é uma das nossas maiores prioridades. E vamos trabalhar arduamente com vocês para que, em 10 anos, tenhamos a erradicação do analfabetismo escolar no Brasil”. E finaliza: “Sabemos que o desafio é enorme, mas temos muito orgulho de tê-lo assumido e contem conosco no enfrentamento, pois também é o nosso dever”.

O prefeito anfitrião, Ivo Gomes, compartilhou o que, para ele, é um dos maiores segredos para o sucesso das políticas educacionais aplicadas em Sobral. “A nossa maior sacada foi insurgir fortemente sobre duas premissas: a primeira de que pobre não aprende. Que é normal uma criança pobre não aprender a ler e a escrever. Todos podem aprender, independente de sua origem social. E a segunda, é que todo professor é capaz de ser eficiente em sala de aula. Não podemos cair na tentação de muitos que colocam sempre a culpa no professor. Professor não é problema, é solução. A esmagadora maioria dos pedagogos e pedagogas, não tiveram nos bancos das universidades formação para o chão da sala de aula”, alertou.

Também participaram da mesa de abertura Glória Almeida, analista de projetos Sênior do Instituto Natura, e Fabiana Prianti, gerente de investimento social da B3 Social. Vídeos de representantes da Fundação Lemann foram exibidos durante o momento: Jorge Paulo Lemann (presidente do Conselho) e Denis Mizne (diretor executivo).

“Como vocês sabem, eu considero a educação um assunto prioritário para o Brasil e admiro enormemente o trabalho que Sobral faz e que serve de exemplo para o Brasil todo. Eu espero que vocês tenham boas discussões e avançem na direção de alfabetizar todas as crianças do Brasil’, disse Jorge Paulo Lemann no vídeo.

Estiveram presentes os/as seguintes prefeitos/as e vices: Isabel Nogueira (vice de Santana/AP); Elinaldo Araújo (Camaçari/BA); Diógenes Tolentino (Simões Filho/BA); Deuzinho Filho (Caucaia); Amilcar Gonçalves (Barreirinhas/MA); Benedito de Jesus (Itapecuru Mirim/MA); Dinair Sebastiana (Timon/MA); José Carlos de Oliveira (Vargem Grande/MA); Luciene Andrade (Bayeux/PB); Nabor Wanderleu e Jacob Silva (Patos/PB); Ricardo Pereira (Princesa Isabel/PB); Yves Ribeiro (Paulista/PE); Marcos Xucuru (Pesqueira/PE); Marcones Libório (Salgueiro/PE); e Daniel Balke (vice de Ferraz de Vasconcelos/SP).

Reuniões técnicas com prefeitos e secretários de educação

Na segunda parte da manhã, enquanto servidores e técnicos da educação participavam de visitas técnicas às escolas e aos equipamentos municipais de apoio à formação de professores, todos os prefeitos e secretários reuniram-se em duas salas diferentes para um diálogo franco e aberto sobre os principais desafios da atual conjuntura brasileira. O momento teve o suporte do consultor em finanças públicas, André Carvalho, que abordou a pauta do ICMS na educação, prêmios e gratificações de desempenho.

A reunião contou também com a participação virtual dos/as seguintes prefeitos/as: Anna Lorena de Farias (Monteiro/PB); José Carlos de Sousa (Queimadas/PB); Cícero Lucena (João Pessoa/PB); Eduardo Braide (São Luís/MA); Joaquim Neto (Alagoinhas/BA); e Marcos Santana (São Cristóvão/SE).

O prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, citou a importância de participar de atividades em Sobral para completar a seleção de ingresso ao programa Educardes-vos pra Valer.

O chefe do executivo de Vargem Grande, José Carlos de Oliveira, reforçou a necessidade de ter coragem e disposição política para mudar costumes que provocam o analfabetismo e que leis para gratificação por desempenho para professores já estão em processo de aprovação no seu município.

A prefeita de Timon, Dinair Sebastiana, destacou a importância do EpV para estruturar e fazer funcionar o sistema de educação com foco nas séries finais e como estas conquistas educacionais foram importantes para ela ser prefeita hoje.

O gestor de Itapecuru Mirim, Benedito de Jesus, reforçou que, enquanto promotor de Justiça, viu grandes mudanças em Vargem Grande e em Timon e isto o inspirou ele para, já durante a campanha, se comprometer em participar da seleção do EPV e priorizar a educação.

Confira, a seguir, alguns depoimentos dos prefeitos participantes.

Assista a playlist com depoimentos de prefeitos e prefeitas no nosso Canal do Youtube.

Anna Lorena de Farias, prefeita de Monteiro (PB):

“Revolucionamos nosso município com o programa Educar pra Valer. Através do planejamento e acompanhamento feitos por uma equipe maravilhosa que vem mensalmente à nossa cidade. Subimos nosso IDEB de 5,9 para 6,4. O primeiro momento causou uma mudança radical, em que enfrentamos resistência dos nossos professores. Mas eles viram a realidade mudar e abraçaram o nosso programa. Hoje nossos cidadãos têm orgulho de dizer que seus filhos estudam em uma escola pública da rede municipal.”

José Carlos de Sousa, prefeito de Queimadas (PB):

“Sempre acreditamos nesse programa, ele é uma benção para o nosso município, mas o início foi uma luta. Nós aderimos há seis meses e já temos frutos pra colher, mas queremos muito mais. E momentos como estes são muito importantes para vivenciar essa troca de experiências com outros municípios.”

Ricardo Pereira, prefeito de Princesa Isabel (PB):

“Nós queremos ser Sobral porque Sobral nos mostra que é possível. Se Sobral consegue, porque eu não posso conseguir? E a nossa luta é para nos igualarmos. A competição interna que existe é importante, porque sentimos que temos que levar daqui o que há de melhor para os nossos alunos.”

Dinair da Silva, prefeita de Timon (MA):

“Eu queria deixar uma mensagem para os prefeitos que entraram agora no programa. A gente sente nele o amor pela causa da educação, por essa ferramenta de transformação que é, pelo direito dessas crianças terem educação pública de qualidade. Eu aprendi que precisamos começar fazendo o óbvio: garantir o tempo de sala de aula. E o óbvio muitas vezes depende diretamente de nós, prefeitos. De encontrarmos tempo na nossa agenda para nos dedicarmos a isso. Tempo inclusive para buscar recursos para mantermos as políticas acontecendo.”

José Carlos de Oliveira, prefeito de Vargem Grande (MA):

“O mais importante de tudo pra mim, foi que Veveu me encorajou, me deu ânimo. Ele me disse: ‘não tenha medo, não se preocupe com a política. Descole a política da educação.’ Aí eu voltei à Vargem Grande e a Câmara não aceitou. Foi uma briga muito grande. Mas eu fui pra rua e coloquei a população a meu favor. A maioria dos que foram contra não se reelegeram. Mas o caminho é esse, cada um aperfeiçoa como puder. Só discurso não funciona, o prefeito tem que ir pra sala de aula também, temos que acompanhar de perto e sermos duros na busca por resultados concretos.”

Benedito de Jesus, prefeito de Itapecuru Mirim (MA):

“Se não fossem iniciativas como essa, como estaríamos? O EpV, com toda a instrumentalidade, consegue mudar a vida do município. É bem claro o antes e o depois do Programa. Eu fui à Vargem Grande e vi como mudou. Vi em Timon também e procurei saber o que eles estavam fazendo. E aí eu já fui candidato sonhando em levar o EpV para o meu município, coloquei no meu plano de governo, sem nem saber se ia dar certo fechar a parceria. E precisamos encontrar uma forma de universalizar isso. O Brasil precisa conhecer o EPV. E precisamos, principalmente, descobrir como fazer para não retroceder. Para assegurar que os resultados continuem aparecendo nos nossos municípios. E como iniciar uma luta nacional para que todos os municípios brasileiros possam ter acesso a essa realidade, para passar para o Brasil a segurança de que nossas crianças estão sendo alfabetizadas na idade certa, através de uma política de estado. Esta é uma experiência social muito forte, mas tenho também em mente que estamos em cargos temporários e este trabalho precisa ter continuidade.”

Segundo dia de programação

Na sexta-feira (01/07), os destaques da programação foram duas palestras principais com os seguintes temas: “Os três pilares que compõem o sistema de gestão educacional de Sobral” e “Implementação de Políticas Educacionais e Equidade”. A pauta da equidade contou com a participação de Márcia Campos, diretora do EpV, João Pedro Martins, coordenador de implementação do EpV, Maria do Carmo Meirelles, professora da UNICID, sob a coordenação de Glória Almeida, do Instituto Natura.

No período da tarde, os convidados conheceram o Centro Lemann de Liderança para Equidade na Educação, com uma apresentação da diretora executiva, Anna Penido.

As fotos do evento estão disponíveis no Flickr da ABC.

Acesse, a seguir, a programação completa do evento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Fale conosco

contato@site.abemcomum.org

Avenida Washington Soares, 55 – Sala 707 
Torre Empresarial Iguatemi
Edson Queiroz  | Fortaleza – CE
Cep: 60.811-341

Todos os direitos são reservados a Associação Bem Comum

Desenvolvido por http://www.idesignce.tech/